terça-feira, outubro 18, 2005

todos os milhares de pessoas que nos tocam
em cada esquina
são suspeitas do crime da invisibilidade

todas elas se algemam em comunhão
e se movem como

um corpo total, só

enquanto nós, sós de facto
seguramos nos ombros
todos os seus pesos

onde as mãos crescem de dentro
das frases

não o inverso

3 comentários:

nocturnidade disse...

só consigo dizer, belíssimo.
perfeito.

mylostwords disse...

E eu, repetindo-me as milhares de vezes que me são dadas, agradeço-te Cláudia.

Di* disse...

Esta minha primeira vinda á "Caixa" deixa-me marcas... Não me canso de beber de cada singularidade deste blog conjunto. Sejam ou não conhecidos, sejam ou não reconhecidos.

Parabéns a todos, o meu obrigada por este tempo bem empregue, e um certo

até breve... *

(Maria, minha Maria, leio-Te onde quer que seja, quando quer que seja... Considera-me, vá, tua admiradora.)

P.S- Gostei bastante da música :)

Di*